segunda-feira, 13 de abril de 2009

Hécate - A energia que vivencio

Hécate é divindade de origem asiática adotada por populações de formação grega. É na Ásia Menor e nas ilhas Egéias próximas do litoral asiático que Hécate possui seus mais importantes locais de culto, sobretudo na Cária. Seu nome não tem etimologia certa, deriva provavelmente de raiz ekat-, “que atinge ao longe”; mas a existência de nomes teóforos compostos com a mesma raiz, atestados em numeras inscrições da Ásia Menor, sugere sua ligação com uma família lingüística asiática e, desta feita, esta região como local de origem.
Hécate é uma deusa complexa. De início, universal e benfazeja, dispensadora de luz e associada à lua, Ela é também possuidora de múltiplas funções ctônicas, funerárias e profiláticas até tornar-se desde o séc. V a.C. uma divindade ligada às superstições e à magia, aspecto que teve um grande desenvolvimento a partir da época helenística. Durante o período romano, o culto de Hécate estendeu-se por toda a bacia do Mediterrâneo, onde Ela é concebida como uma Deusa de variados poderes, às vezes até contraditórios.
Hécate, a energia que vivencio
Muitas vezes ouço pessoas do meio pagão falando sobre Hécate, coisas que não condizem com a energia que sinto e que vivencio no contato com Ela. Já ouvi pessoas dizendo que a energia de Hécate é destrutiva, que emana uma energia negativa, que é quem “comanda” os assassinos e suicidas. Ouvi também que Hécate tem uma energia como as das Pomba Giras (entidades relacionadas a umbanda e candomblé), e isso me impressiona, pois é muita ignorância e preconceito dentro de um meio pagão onde as pessoas deveriam no mínimo ser mais esclarecidas e buscar a verdade.
Tenho visto a imagem de Hécate ser “vítima” da falta de conhecimento, total falta de conexão e da irresponsabilidade de pseudos pagãos, que lêem meia dúzia de livros e pensam estar, por este fato, no Caminho da Deusa.
Essas pessoas, presas ainda a uma visão e moral judaico/cristã, tem uma idéia equivocada não só de Hécate, mas de todas as Deusas Negras.
Dizer que Hécate “comanda” os assassinos e suicidas é como coloca-la na posição de uma santa católica, que é denominada padroeira de tal função.
Hécate é a Senhora do Submundo, a condutora de almas, não só dos assassinos, suicidas, mas de todas as almas, inclusive da minha ou da sua.
Ela é a Grande Guardiã do portal que separa a vida e a morte, não só está no submundo, mas entre os mundos. O que faz Dela a Deusa Tríplice do Renascimento. Foi Ela quem trouxe de volta ao mundo Perséfone e a entregou a sua Mãe Deméter. Ela fez Perséfone renascer.
Há bem pouco tempo li em uma lista de discussão da internet alguém que se diz bruxo dizer que só um louco trabalharia com a energia de Hécate, e que ele ficava mais tranqüilo porque sabia que PESSOAS SÉRIAS jamais invocariam por Ela.
Quando li isso me senti ultrajada e indignada, pois Hécate é uma das Deusas a quem sou mais devota. Meu primeiro contato com a magia foi exatamente através da energia de Hécate, e eu nem sabia o nome Dela na ocasião, mas reconheço perfeitamente sua energia e agradeço todos os dias pela conexão que alcancei com Ela.
Conheci a Deusa, e Ela era Hécate, quando tive em meus braços meu filho de um pouco mais de um ano de idade desenganado pelos médicos aguardando a morte. Havia em mim um sentimento que eu nunca tinha experimentado: o sentimento de uma mãe impotente diante da morte iminente de seu filho, e Ela com sua sabedoria e amor, me tocou naquele momento onde por um impulso incontrolável A entreguei meu filho que morria. Em menos de doze horas meu filho estava curado, e vive até hoje.
Sim, Ela é a Deusa da morte, mas também é a Deusa da Vida através do renascimento.
Ela pode ser sim a mão dura que pune os assassinos, mas também é capaz de resgatar aquele que quer atentar contra a própria vida. Ela é uma Deusa tríplice, por isso conhece e sabe atender aos apelos de uma Mãe.
Desbravadora (Nôra Shannon)
Atravessa os mundos
Cruza os portais da escuridão
Com seu cajado, seu lampião, seus cães e minha vida nas mãos

Desbravadora
Ela abre meus caminhos
Com sua força e seu poder, nada mais posso temer

Gloriosa Hécate! Eu te saúdo!
Poderosa Hécate! A ti eu me curvo!
Oh Sábia Anciã a cada anoitecer faz minha vida renascer
(repete)
Gloriosa Hécate! Eu te saúdo!
Poderosa Hécate! A ti eu me curvo!
Oh Sábia Anciã a cada anoitecer faz minha vida renascer

Texto de autoria de Nôra Shannon

Um comentário:

denilson disse...

Perfeito!
Eu tambem já ouvi falarem muitas besteiras sobre ela,mas eu sei como ela é.ela é a mãe que ajuda quando precisamos,mas tambem e a mãe que nos repreende quando fazemos algo errado.
Que Hécate sempre ilumine seu caminho!